domingo, 10 de abril de 2011

Pedi ao Padre...

... que me abençoasse 3 medalhas de Jesus Misericordioso! 

- É para si? - Perguntou-me.
- Não, é para oferecer.
- Rezemos então uma Avé-Maria, por quem irá receber.

Ali, na Sacristia e no meio do burburinho próprio do final da Eucaristia, rezámos uma Avé-Maria por quem irá receber... 

Tenho fé... que esta medalha "fale".
Tenho fé... que esta medalha "faça".
Tenho fé... que esta medalha "transforme".

Deus meu... como é possível... como é possível julgarem tão mal, por aquilo que nem fiz, nem nunca tive a intenção de fazer... olho-me de fora para dentro e não vejo ponta levantada... nada, absolutamente nada do que me acusam.

Sentada na Igreja, pedi a Deus que opere num coração doente... que vê mal, onde ele não existe.  
Não há palavra que eu possa dizer...
Não há postura que eu possa mudar...
Não há nada que eu possa fazer, senão rezar, confiar e esperar N'Aquele que tudo pode.

Para quê tudo isto? Para quê tanta maldade da humanidade?

4 comentários:

Dulce disse...

Minha amiga
Por vezes receio dizer-te esta frase: "Como te entendo", por recear que ela passe como um "cliché".

É verdade que só tu e Deus saberás o quanto estás sofrendo por algo - que pelo me percebo - não fizeste.
Mas vou deixar-te as palavras duma amiga de ambas:

... penso que o Senhor quis deixar-te "provar" um pouquito da Sua Paixão, na qual, foi Ele, o Sem-Pecado, o Amor, tão injustamente insultado. E Ele só o faz a quem tanto ama. Que isso te reforce o ânimo, Que o Espírito te encha da Sua luz e escreva em ti e contigo para amanhã então."

Talvez estas palavras te toquem e reforcem como o fizeram comigo.
Esse é o objetivo de as partilhar.
Abraço-te filha de Maria

Filha de Maria disse...

Amiga Dulce;

Entendes-te na perfeição.

Grata pelas tuas preciosas palavras, que me animam e fortalecem... neste momento.

Louvo N. Senhor, por me permitir participar numa infima parte da Sua Dolorosa Paixão. Que seja tudo para Sua maior Glória. Pois só assim fará algum sentido...

DE MÃOS DADAS disse...

Amiga tenho lido tudo isto e pelo que sei pelo que tenho vivido.
Penso o seguinte: Cá para mim seja qual for a situação injusta
1ºNunca te agarres a nada nem a ninguém,nem a ilusões nem a factos nem a nada que possa ter fim.

2º Agarra-te ao que as pessoas têm de bom nas suas infinitas misérias mesmo aquelas que te trairam.
"º Todos temos um bocadinho de bom e de mau, de positivo e de negativo.

3º Só serás livre quando amares verdadeiramente e perdoares e quando no teu coração começar a nascer a semente da restrição do ego.

Talvez as pessoas que te ofenderam nem se lembrem que te trataram dessa maneira talvez nem estejam conscientes da ferida que te provocaram.

Já pensaste que a única pessoa que está na dor probávelmente és tu?
Não chores mais...Já passou.

Vou orar a Maria que tome conta de ti e que te dê um coração novo renovado com o sangue de Cristo e aonde o Perdão da SemanaSanta da Páscua corrre e cai em gotas de ouro mesmo sobre aqueles que te trairam te deram vinagre a beber, que te caluniaram njustamente.

Mãe eu te entrego a...assim seja a tua protecção e para todos aqueles que na vida têm os mesmos afrontos.

Faz como Maria:

Maria tomou uma libra de perfume ungiu os pés de Jesus e enxugou-lhos com os cabelos:e a casa encheu-se com o perfume do bálsamo João 12, 1-11
Beijinhos e Tenho a certeza que Deus está connosco
Utilia

Filha de Maria disse...

Amiga Utilia;

Esta é uma situação "insólita", mesmo. Alguém que mal me conhece e me julga... e mal, muito mal mesmo!

Contudo; a primeira decisão foi conceder-lhe o perdão e orar por esta pessoa... não há efectivamente qualquer relacionamento de amizade/ familia, etc... embora por força das circuntancias nos cruzemos algumas vezes.

A minha força, alento, luz é JESUS!

Como te sentirias, se questionassem a tua boa conduta? Assim, sem te conhecerem... no minimo sentirias "confusão", acho eu...

Partilho aqui estas minhas "dores", sem as poder explicitar... mas porque talvez possa ajudar alguém a ultrapassar também as suas dores... acabo sempre por partilhar, que rezo, que faço, etc... partilhando assim o caminho que trilho e mais tarde, partilho ainda o resultado...


Beijinho fraterno, na Paz de Cristo