quinta-feira, 28 de abril de 2011

Que fé é a minha? ( Parte III )

( continuação )



O vazio era de facto grande... mais parecia uma grande saudade, mas maior que tudo, era o meu conhecimento que só me deveria abeirar da Sagrada Comunhão após o Sacramento da Reconciliação.

Saí daquela Missa, com a certeza que voltaria... com um grande desejo de Comungar.

Os dias foram-se passando e fui deixando o Sacramento da Reconciliação para "amanhã" - tipo; "amanhã confesso-me" - no domingo seguinte e no mesmo momento, voltei a sentir uma enorme falta da Sagrada Comunhão...
Já não estou bem certa, mas durou algum tempo até que eu ganhasse coragem para me ir confessar. Olhando para trás, reconheço que eram duas forças que lutavam dentro de mim, uma impelia-me a ir confessar e desejar comungar, mas a outra... embora subtil, mas forte... fazia-me sentir, que igual a tantos outros presentes na Eucaristia, sem irem comungar... também eu poderia ir depois, um dia... sabia-se lá quando, confessar.

Mas em tudo isto, tinha eu uma grande certeza (outra certeza minha), jamais me confessaria aquele Padre, que tanto me fizera chorar naquela Eucaristia que marcou o meu regresso.


( continua )

8 comentários:

Nova Civilização disse...

Olá,

estou acompanhando o seu testemunho. Gosto muito de vir aos seu blog. Vc me fez lembrar uma musica da Celine Borges que diz:


"Muda toda a minha vida
Da-me o que me mandas
Muda toda a minha vida
Corpo e alma a te servir
Da-me o que me mandas, manda o que queiras de mim...

...Saudade, tamanha saudade
Estou com saudade, saudade de Deus
Saudade, quanta saudade
Eu sinto saudade do abraço de Deus"


Deixo um abraço em Cristo . Obrigada pela visita,

abraços fraternos,

Gisele

DE MÃOS DADAS disse...

Ás vezes é muito bom chorar e Deus serve-se de instrumentos como esse padre ou um leigo qualquer para chegar ao nosso ego e mudar a nosssa maneira de ser para asim pudermos agarrar na humildade e seguir caminho libres da carga que acomulamos.
É assim a vida
Beijinhos e continuação de Boas Festas.
Utilia

Dulce disse...

Estou seguindo, atenta e louvando a Deus por haver bons filhos que são capazes de testemunhar o que vai no íntimo do seu coração, para louvor do Seu Santo nome.
abraço filha de Maria

Filha de Maria disse...

Gisele;

Grata pela sua maravilhosa partilha. Não conhecia a musica, a letra é inspiradora.

Abraço em Cristo

Filha de Maria disse...

Amiga Utilia;

Muito obrigada...sim, creio que tens razão.

Agradeço e retribuo os votos de Felicidades.

Filha de Maria disse...

Amiga Dulce;

ocorre-me agadecer-te apenas...

Beijinho graaaaande

concha disse...

Embora um pouco atrasada...Santa e Feliz Páscoa.

Filha de Maria disse...

Amiga Concha;

Obrigada.

Agradeço e retribuo.

Beijinhos