sexta-feira, 6 de maio de 2011

Antigamente...



... preocupava-me muito pouco, com o que os outros pensavam de mim! Não adiantava muito os pedidos de desculpa, eu respondia á letra... sem pensar duas vezes, nem "engasganços"... era critica e incisiva... ou antes, punha o dedo na ferida sem grandes preocupações...

Hoje... sinto que mudei em muito. Tanto que mal me reconheço... hoje, procuro ouvir mais do que falar, procuro não pôr o dedo na ferida, finjo não ver... não ouvir... não saber. Mas há coisas que ainda não gosto, e tenho grande dificuldade em aceitar: - ser ignorada!

Ignorar os outros, não é fazer deles um zero?

Sim. Fiquei sentida! Não é pecado pois não?


4 comentários:

DE MÃOS DADAS disse...

É...realmente "o ser ignorada é triste muito triste mas...Há alguém que sabe bem quem és quem sou e quem somos e aí claro...nada se esconde.
Beijinhos... e cuida de ti e Deus te ajudará sempre...Beijinhos amiga
Utilia

Filha de Maria disse...

Amiga Utilia;

Sim. Tens razão, Há Alguém que pensa em nós como seus filhos, cuida de nós, de cada um de nós... como um filho único.

Por muito que nos desprendamos dos laços fraternais, somos humanos e sentimos... Jesus, também sentiu a indiferença...

Um grande beijinho fraterno para ti.

P.S.: Vou fazer como as flores, faça sol ou chuva continuam a exalar o seu perfume e cor...

malu disse...

E "as flores ainda que esmagadas, deixam-nos o seu perfume na mão..." -- Não lembro de quem é a frase mas ocorre-me neste momento.

Bom fim de semana e bjs.

Filha de Maria disse...

Amiga Malu;

Obrigada...