quarta-feira, 25 de maio de 2011

Eu fiz a escolha...


... de me silenciar!

Diante a dor da injustiça e mau julgamento, eu escolhi o silêncio. Sofri e sofro... porque me ferem no que diz respeito á minha conduta, aos valores morais em que acredito e defendo.

Diante a dor e perplexidade, encetei esforços em obter direcção... não esperei que dessem respostas milagrosas, nem que me dessem a solução mágica... esperava apenas e tão somente, uma palavra de animo, coragem, esperança... ouvi apenas o silêncio... um silêncio de desprezo. Foi duro! É duro!

Senti no meu coração as palavras de Jesus, quando em agonia pede aos discípulos que vigiem enquanto Ele se adianta um pouco para orar ao Pai e no fim os encontra a dormir. -   "então, não pudestes vigiar uma hora coMigo? Vigiai e orai para que não entreis em tentação. O espírito está pronto mas a carne é fraca".

Senti a dor e a tristeza da injustiça  e senti a dor e a tristeza do abandono! Quis revoltar-me... quis perguntar porquê... quis abanar e gritar: "agora que preciso, todos se silenciam?" - Mas... as palavras de Jesus ecoavam dentro do meu coração... fiz então a escolha do meu silencio. Mesmo triste, sentindo a injustiça  e abandono do desprezo, calei... rezei e espero!

Se me custou? Muito!
Se foi fácil? Não! Só Deus sabe o que dói, e dói mais porque nada entendo.

--------------------------
Adenda.

Em tudo isto, não guardo mágoa nem ressentimento, pois o caminho em Cristo é o do perdão. Um perdão gratuito e generoso. Não é fácil o caminho do perdão, mas em Jesus e com Jesus tudo é possivel.

Perdão é decisão! 



3 comentários:

DE MÃOS DADAS disse...

Amiga
Compreendo-te
Beijinhos da Utilia

Filha de Maria disse...

Amiga Utilia;

Sim. Sei que compreendes.

Obrigada pelos beijinhos :)

Oficina de Oração Elshaday disse...

Deus é bem maior!!!
do que qualquer maldade!
Graças a Deus!
Força!!