quarta-feira, 18 de maio de 2011

O INSULTO VS O ELOGIO




Por vezes sinto-me como um íman... um íman que puxa o mal para si...
Não sei explicar!

Depois de uma caminhada de instrução na fé católica, afastei-me! Sentia Deus distante... era como que a Bíblia tivesse histórias muito bonitas e nada mais, nada do que eu ouvia se aplicava no meu dia-a-dia, na minha família. Havia claro a "obrigação" da Eucaristia de Domingo e nada mais... não rezávamos juntos... não vivia com os meus progenitores, que me haviam deixado aos cuidados de terceiros e seguiam as suas vidas, como se eu nunca tivesse existido. Não sentia amor, acolhimento nem que alguma vez tivesse um porto de abrigo. Tinha um tecto! Sim, isso eu tinha.

Deixei-me encontrar por Deus, quando ao fim de muito tempo... já não tinha forças para lutar mais, quando tudo o que tinha ao meu alcance já o tinha feito... tinha chegado ao fim da linha!

Lembrei-me "dessas histórias bonitas" da Biblia e procurei Deus! Procurei-o no pedido de oração, mas não me detive aí... caminhei até Ele! 

O Pai Celeste, que é o Pai Misericordioso... recebeu-me com festa, alegria... fez-me sentir uma filha desejada e amada por Ele, não me condenou, nem me apontou o dedo... muito menos me pôs de castigo!

O Pai... fez-me sentir a imensidão do Seu amor, fez-me senti-LO no meu coração abrasando-o com o calor de todo o Seu amor e aí percebi... que o coração humano jamais pode receber todo o amor de Deus, não porque o habituaria mal, não porque lhe criasse algum mau vicio... mas porque é pequeno demais para O conter em toda a sua plenitude! Se Deus Pai libertasse de repente todo o Seu amor nos nossos corações... sucumbiamos, esmagar-nos-ía. Jamais isso poderá acontecer, sem que a Alma seja cumulada com grande Graça de Deus Pai.

Depois de ter chegado a este entendimento... quis conhecê-LO melhor, quis amá-LO mais, quis... não só senti-LO, mas vê-LO! 

Grande pretensiosa, hein?!

Na verdade não creio que seja uma vã pretensão, mas antes uma grande saudade... uma saudade cunhada pelo fogo, um fogo que nos abrasa mas que não nos consome, antes que nos dá vida!

Em todo este caminhar que aqui testemunho, é na oração que LHE falo. É de joelhos dobrados, que LHE conto as minhas dificuldades, as minhas alegrias, as minhas tristezas e toda a turbulência que vou encontrando.

Recordo o fim-de-semana que estive sem casa, em que a ira de outros olhando o meu rosto de angustia me dizia: - "Se sabes rezar, reza. Nem as rezas te valem..."  - Em silêncio refugiei-me na oração, não me bastou apenas a oração e fui diante o Sacrário e aí chorei... e fiz das minhas lágrimas, a minha oração. Recordo ainda, que ao fim de algumas horas e sem entender muito bem... a minha voz humildemente e a medo dizia: "Terça-Feira! Terça-feira temos tudo resolvido a nosso favor."

As horas passaram, um dia passou e outro já a findar... e eu acreditava que seria na Terça-Feira. Já a noite tinha caido na Segunda-feira quando o tão desejado telefonema chegou e eu era confirmada. E... eu nem sabia rezar, mas falava-LHE de todo o coração!

Recordo aínda que tenho passado pela calúnia, pela injúria, pela falsa acusação, pelo falso testemunho que se levanta contra mim... e... a nada disto me habituo. Tenho passado por tudo, da mesma forma... de joelhos, Terço na mão e lágrimas nos olhos.

Agora e porque tudo me parece descabido, sem sentido... faço-o da mesma forma, com uma unica excepção, as lágrimas não caem...

Há poucos dias, ofendendo-me diziam-me muitas coisas... o quanto eu era má, o quanto fazia mal as minhas obrigações, o quanto não prestava e no que me tinha tornado... - "Ás vezes vou para rezar, mas lembro-me de ti e não rezo! É por tua culpa!" - De olhos arregalados ouvia com espanto todos aqueles insultos... e no silencio do meu coração dizia: - É por Ti Jesus, é por amor a Ti!

-"É por tua culpa que não rezo mais, é por tua culpa que não vou mais á missa... "

Perguntei apenas porquê...

"Porque não tens tempo para nada, só para as rezas, para a missa... andas cansada porque queres, vais ver onde as rezas te vão levar."

Não foi insulto... foi elogio!  

10 comentários:

concha disse...

Querida amiga
Hoje julgo ter entendido um pouco mais algumas partilhas que fazes aqui.
De coração aberto,não é por acaso que os entendidos dizem que o que se vive na infancia é muito importante para a vida futura.Há situações que se conseguem ultrapassar e há outras em que por terem sido tão marcantes nos acompanham sempre.Por vezes precisamos da ajuda de alguém que nos ajude a ver mais claro.Nem sempre se encontra a pessoa certa, mas não há que desistir.
A vida nunca é fácil, mas é sempre um desafio a superarmo-nos.O que pensam e dizem os outros, se estamos seguros de que seguimos um caminho de coerência com os nossos princípios,não nos deve afectar nunca.
Os nossos pais foram os intermediários,para que pudessemos viver e só isso é razão para nos sentirmos gratos.Se depois tiveram atitudes que temos dificuldade em entender,não os podemos condenar por isso.De certeza que houve razões de contexto e pessoais que os levaram a contribuir para um determinado rumo nas nossas próprias vidas.
A vida é sempre um dom e usufruindo de tudo o que ela nos dá, mesmo se nem sempre nos agrada, que devemos caminhar em frente ainda que tenhamos de subir montanhas e atravessar vales.É isso que dá também sentido à vida.Se tudo deslizasse sempre por carris,também não nos sentiríamos felizes.
Andamos sempre a cair e a levantarmo-nos, em tudo na vida e que bom que é quando caímos sentirmos que há sempre uma ajuda que vam do Alto.
Mesmo se o céu por vezes está carregado de nuvens, há sempre a esperança de que aguardando pacientemente voltaremos a vê-lo abrir-se num azul lindíssimo.
Beijinho grande

Filha de Maria disse...

Amiga Concha;

A seu tempo entenderás...

Deixa-me que te diga que o dom do perdão, já foi derramado na minha vida, levou tempo... mas aconteceu!

Beijinho fraterno

Dulce disse...

Amiga querida
à medida que fui lendo este desfiar de sentimentos fui-me apercebendo do quanto tens deixado aqui como um alerta.
Não te negarei que das muitas postagens que já te li, entendi muita coisa, mas nesta fez-se no meu entendimento a luz para te entender muito mais.
Realmente muito te poderia dizer e poderia até começar por te dizer que por vezes a entrega à oração/Deus, faz uma espécie de ricochete, tiro no nosso pé, em relação aos mais próximos.
Sei do que falas. Não raras vezes, forma-se naqueles que nós amamos e nos amam, um ciúme(para nós estupido) em relação ao nosso caminho, á nossa entrega e à forma de viver a fé.
Porém, Deus sairá vencedor sobre tudo e todos e é este o ponto que deves e eu devo focar para não nos perdermos entre veredas.

Rezo por ti e pela conversão e entendimento de todos os que ainda não encontraram o caminho certo, ou que fogem dele com medo de se comprometerem.
abraço-te em Cristo e Maria

Ps: "De tudo somos atribulados e perseguidos, mas não desamparados e nunca vencidos" Corintios

Oficina de Oração Elshaday disse...

Não te conheço e nem é preciso...
Estou encantada com a Doçura, estou encantada com o encanto que falas do meu Deus!!
Com satisfação sorrio, Deus merece Seres que nada valem ao pé da sua simplicidade, mas que sentem e o veem de uma forma forte e unica!
É isso que me faz Feliz, esta maneira de ver um mundo diferente, de ver um Deus diferente!!
Ver... Sentir...
Deus TE AMO!
FELIZ POR ENCONTRAR ESTE BLOG ENRIQUECEDOR!!

Filha de Maria disse...

Amiga Dulce;

Sim, entendes-te.

Grata pelas tuas maravilhosas palavras...

Abraço amigo

Filha de Maria disse...

Oficina O. Elshaday;

Seja bem-vinda(o).

Grata pelas suas palavras, e que seja tudo para maior Glória de N. Senhor Jesus Cristo.

Abraço em Cristo

DE MÃOS DADAS disse...

Amiga
Fiquei sem palavras... e finalmente, o dialogo com Deus um Deus vivo que se faz presente e se manifesta.
A vida é luta mas a luta maior é abdicar de nós mesmos e viver DEle e NEle
São Paulo dizia: Já ão sou eu que vivo mas é Ele que vive em mim.
Beijinho da Utilia

Filha de Maria disse...

Amiga Utilia;

Mas era mesmo isso que eu queria dizer, mas com plena certeza...

Creio que ainda não cheguei a esse degrau.

Beijinho e forte abraço fraterno

Anónimo disse...

Achei esta Oração interessante e deixo aqui o link dela para os interessados:

Titulo dela é Oração Poderosa da Santa Cruz

http://www.cientistaherbertalexandre.com/minhas-obras/obras-do-ano-de-2011/ora%C3%A7%C3%A3o%20poderosa%20da%20santa%20cruz/

Filha de Maria disse...

Seja bem-vindo Anónimo (a).

Grata pela sua patilha.