sexta-feira, 3 de junho de 2011

Entrei na Igreja...


... ao fim de mais um dia de trabalho, alegre... entrei! Sim, abri a porta da Igreja e entrei. Este gesto é importante, para que uma vez lá dentro, não nos sintamos "cá fora".

A minha intenção para esse dia era agradecer, nada em especial, apenas agradecer tudo! Quando digo, tudo... é mesmo tudo, o que veio, o que foi e o que há-de vir.

Sou humana... e há pouco tempo senti-me ignorada, não foi uma total surpresa para mim... afinal de contas, isto já se vai tornando num hábito, o facto de ser "ignorada" embora habitual na minha vida, continua a ferir-me, sou humana! O caminho, esse é só um, o do perdão gratuito... a cura do ego humilhado e ferido, essa vai-se dando aos poucos!

Durante a Eucaristia, a minha intenção de agradecimento esteve sempre presente e foi nesta que senti... que era chamada a agradecer. As palavras foram-me ditadas no coração, uma por uma...

Não senti dúvidas, sobre o que me era pedido, agradecer a quem um dia me havia ajudado e que agora me havia magoado ao ignorar-me! Confesso, que é dificil... e só um coração curado, consegue passar por cima e agradecer.

Não me foi possivel o diálogo presencial, então escrevi-lhe a agradecer, usando para isso as palavras que me haviam sido segredadas ao coração.

Agradeci e virei a página na minha vida!



Sem comentários: