quinta-feira, 30 de junho de 2011

Eu, recebo a Sagrada Comunhão na mão! ( Parte I )

Recebo N. Senhor na minha mão!
A Santa Madre Igreja, dá-me a opotunidade de receber N. Senhor na lingua ou então na minha mão. Eu recebo-O na minha mão.
Já muito li contra esta minha atitude, já muito ouvi contra esta minha atitude... e tenho meditado muito sobre o assunto. Hoje venho aqui deixar a minha reflexão.
1 - Pelo facto de a Santa Madre Igreja, me permitir receber N. Senhor na minha mão, continúo na verticalidade da mesma.
2 - A Santa Madre Igreja é Santa, feita de pecadores.
3 - Sempre que o Celebrante impõe á assembleia, receber N. Senhor na lingua, obedeço sem levantar qualquer questão ou até murmurar.
4 - Sempre que caminho na fila para receber N. Senhor, é alegria o que eu sinto. Posso estar a passar por muitos sofrimentos, mas nesse momento sinto alegria no meu coração.
5 - Sempre que recebo N. Senhor na minha mão; olho-O, amo-O, rezo-O e adoro-O!
6 - Se as minhas mãos são impuras, é poque o meu coração está podre. Pois é no coração que nasce e se formam as boas e/ou más acções. As minhas mãos, fazem parte de um todo que é o meu corpo, que por Graça de Deus N. Senhor, faz deste mesmo meu corpo - frágil e humano - sacrário vivo. Quão importantes, N. Senhor Jesus Cristo nos faz!
7 - Quando uma alma piedosa e cheia de fé, leva com caridade e amor N. Senhor aos doentes, ninguém pode imaginar o verdadeiro beneficio que leva a cada doente. O Sacerdote não o poderá fazer sempre, pois tem toda uma comunidade ( e muitas vezes mais que uma ) a seu cargo. Reflitamos nisso, com compaixão por quem sofre preso a uma cama.  


(continua)

4 comentários:

joaquim disse...

Minha amiga

Dois pontos, sobretudo a reter:

1 - Se a Igreja o permite, (e permite sem dúvida), não há que temer nenhuma opinião contrária,
Uns comungaram de um mod e outros de outro, pois ambos, segundo a Igreja, são legitimos.

2 - A impureza das mãos?
Muito mais impura é a nossa boca, a nossa língua, não só por alguma particular "sujidade", (tal como as mãos), mas sobretudo, porque todos nós, mais ou menos, é pela boca e pela língua que criticamos, julgamos, dizemos mal e por vezes praguejamos e dizemos mal.

Para mim, minha amiga, é um problema que não se coloca.

Comungo de acordo com a Santa Igreja, ora na língua, ora na boca, conforme me é dado comungar.

Um abraço amigo em Cristo

Filha de Maria disse...

Amigo Joaquim;

Agradeço as tuas palavras, são preciosas...

Beijinho fraterno para ti e todos os teus.

DE MÃOS DADAS disse...

Amiga
Já tinha saudades de passar por aqui.
Este assunto que nos colocas aqui é controverso e polémico.
Uns acham que as mãos são impuras.
Pois certo, mas quando as pessoas estão constipadas e há gripes e até outras doenças não seria mau comungar nas mãos...
Isto talvez seja deformação profissional mas é uma opinião.

Mas mesmo com estes bichinhos na cabeça que ás vezes me incomodam prefiro comungar quando é exigido comungar na boca.
Beijinhos
Utilia

Filha de Maria disse...

Amiga Utilia;

A das mãos impuras não faz sentido... de todo!

Irei aprofundar um pouco mais este tema, a seu tempo.

Devemos aproveitar o que a Santa Igreja nos oferece, e havendo escolha (Comunhão na Lingua/ mãos), devemos faze-la sem rebuliço nem julgamentos a 3ºs.

Beijinho grande minha linda, gosto de te ver por cá!