quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Providência Divina! (Parte I )

O nome deste blog - "Filha de Maria" - nasceu de algo muito forte, que fui sentindo no meu coração. Na verdade; todos somos filhos de Maria, logo esta palavra que gritava no meu peito, haveria de ser algo mais... e é certamente! É isso mesmo que eu busco!

No meio da "noite escura", ou "deserto" deste meu caminhar... a única "voz" que eu ouvia era: "Filha de Maria."

Rezei, esperei... reflecti e nasceu este singelo blog, do qual nada espero, a não ser partilhar o que vou vivenciando nesta minha peregrinação...

Há alguns anos atrás, participei numa vigilia de oração onde estive no serviço do coro! A intenção, era por quem haveria de ser ordenado sacerdote! Um dos canticos, preencheu-me o coração: N. Senhora do Sim! Saí da vigilia... e só queria cantar este cantico... não sei explicar, mas só de pensar na letra, o meu coração parecia transbordar.  





Tenho guardado muito no meu coração... silencío, rezo e caminho.

Hoje, solenidade da Imaculada Conceição, tinha tudo programado... a Missa, o dia... enfim...
Aconteceram imprevistos e eu improvisei também...

Há muito que desejo fazer a Total Consagração a N. Senhora, queria tê-la feito no dia de hoje, este ano e de forma oficial... faltou-me tudo! Faltou-me a tranquilidade, o director espiritual, o confessor certo... só não me faltou o desejo de o fazer!

Improvisando em dia de imprevistos... vi-me na Paróquia, que um dia também foi a minha... onde tanto me fizeram sofrer, e por isso não gosto de avançar para os bancos da frente. Mas realmente foi dia de imprevistos... e vi-me puxada pela mão de uma criança precisamente para a frente, não havia como contornar isto e deixei-me "guiar"...

Chegámos cedo e comecei a oração do Terço... fiquei-me  pela 1ª dezena. Acho que nada mudou por ali... em dia de Solenidade, entram em procissão... tomei o propósito fazer a minha consagração a N. Senhora, ali... assim... de "improviso", naquela missa e sem a oração própria (lá há-de ter o seu valor, pensei), sabia que a oração deveria ser feita após a Sagrada Comunhão e quando me dirigia para receber N. Senhor, meditava nisso mesmo... no preciso momento, em que recebo N. Senhor... o coro inrrompe a cantar "N. Senhora do Sim...", comovi-me e senti-me confirmada... não tenho palavras para descrever o que senti...

Mais do que nunca, sei que devo fazer esta Consagração oficialmente e amanhã farei nova tentativa para encontrar um director espiritual e um confessor certo!

2 comentários:

concha disse...

Que grande sinal!
São estes os milagres na nossa vida e a prova,porque no intimo de cada um há sempre uma réstia de dúvida, dizia eu que no Céu estão sempre presentes na nossa vida.
Ser atenta é também o que procuro,porque as respostas surgem sempre,só que o burburinho do dia a dia impede-nos muitas vezes de as acolher.
Beijinho com votos de óptimo fim de semana

Filha de Maria disse...

Amiga Concha;

Obrigada!

Beijinho fraterno