terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Quero dizer "NÃO"!

Um não redondo, sentido e desejado! Depois de ter sido alvo de maus julgamentos à minha pessoa, à minha conduta... não quero estar onde esta "gente" está, onde se reune... muito menos ao redor de uma mesa durante uma refeição! É local sagrado a mesa de refeição, a própria refeição, tem para mim esse simbolismo... prefiro comer só, a  sentir-me incomodada!


Não me questionaram... senti-me antes intimada a estar presente, com data e hora préviamente marcada. Não quero! É esta a minha vontade, é este o meu desejo... não respondi, por respeito...  precisamente o que não tiveram por mim.

Oh, Deus... vale-me nesta hora! 1 Semana é o que me falta... abandono-me agora à providência Divina! É angústia o que sinto...

4 comentários:

concha disse...

Querida amiga!
Que sofrimento vai nesse coração!Se me permites,não valorizes atitudes dos outros.São humanos, logo erram a cada passo.Que o Espírito Santo preencha o teu coração, para que possas confiar,mesmo se erram.É n'Ele que confiamos, quando o fazemos aos outros.As acções ficam sempre com cada um e um dia perante Deus é também cada um sem "capas" que terá de responder por tudo o que fez aqui na Terra.
Só mais uma coisa.Não deixes que esses pensamentos perturbem um tempo que é de nos concentrarmos na espera do Senhor que vem.E vem através, talvez até daqueles que te perturbam.É onde está a cruz que O podemos encontrar,sem tristeza na aceitação.O "barulho" do natal de presentes, luzes, árvore e sei lá que mais, também não deve ofuscar o brilho da Luz que vem por amor.Deus ama-te tal e qual como és, tal como o faz comigo com todos os defeitos que carrego.E são tantos!
Beijinho grande e que a Paz de Cristo fique contigo

Filha de Maria disse...

Amiga Concha;

que dizer-te? Sim. Todos temos defeitos, também os tenho...mas quando em segredo nos acusam, daquilo que não fizémos e até repudiamos... sem nos darem a hipotese de defesa... quando nos interpelam na expectativa de nos apanharem em falso, com o ituito de provarem o que dizem...

É... dificil! No minimo é dificil comer à mesma mesa... mas penso em JESUS na Última Ceia e em Judas... na forma como O vendeu!

Nesta hora caminho... de olhos fechados... é isto... acho que é isto!

Beijinho fraterno para ti, minha querida e que Deus N. Senhor te abençoe.

malu disse...

Filha de Maria, ocorre-me apenas isto: a descrição do lugar onde O Salvador nasceu (história de Cristo) que nada tem a ver com os lindíssimos presépios actuais, com anjos e estrelas; asseado e cheio de cores alegres, mas um estábulo. Um verdadeiro estábulo, sujo, escuro e mal cheiroso. Pobre e frio. Rodeado dos animais que antes eram adorados.
(...) Este é o verdadeiro estábulo onde Jesus veio ao mundo. O lugar mais sórdido da terra foi a primeira morada do único Puro nascido de mulher. O Filho do Homem, que havia de ser devorado pelas feras que se chamam homens, teve por berço a mangedoura onde os Brutos ruminam as flores miraculosas da Primavera.
E não foi um puro acaso. Que é o mundo senão um imenso Estábulo onde os homens devoram e excretam? Acaso as coisas mais belas, mais puras, mais divinas não se tornam, por infernal alquimia, em excrementos? Em seguida os homens espojam-se sobre os montes infectos e chamam a isso «gozar a vida»... Na Terra, pocilga transitória onde os 'enfeites' e os 'perfumes' não conseguem esconder a imundície, surgiu uma noite Jesus, nascido de uma Virgem sem mácula e armado apenas de Inocência. Os que primeiro O adoraram foram animais e não homens. Entre esses, havia de procurar os simples, entre os simples as crianças, e, mais simples e mansos do que crianças, acolheram-nO os Animais domésticos. embora humildes, embora servos de seres mais débeis e ferozes do que eles, o Burro e o Boi tinham sido adorados de joelhos pelas multidões..."


E a estas, (ainda hoje) Jesus não se cansa de pregar, não é filha de Maria? E será que já O conhecem? Ponho-me a mim mesma a pergunta e peço-Lhe auxílio e a Sua luz.

Bjs em Cristo e Maria.

Filha de Maria disse...

Amiga Malu;

Foi-se-me o "piu"...

Grata por tão belissima partilha, belissima e profunda!

Beijinho Fraterno e um Santo Natal.