quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Sempre gostei...



... de ter umas mãos bonitas, com dedos finos e longos. Mas não tenho!

Tem idade suficiente para ser minha mãe, hoje veio almoçar com a irmã - chamo-as de manas, dá gosto ver umas manas tão próximas. Falámos de politica, da crise e da saúde, ou a falta dela... a consulta está marcada para breve e eu sei que estará em boas mãos, conheço o Doutor, é bom médico e Crente em Deus!

Agarrou-me na mão e disse: "tem umas mãos tão bonitas, tão macias... como eu gosto de olhar para as suas mãos. Nunca dá por isso, mas dali, do meu lugar gosto de admirar as suas mãos." - Fazendo-me uma caricia no rosto rematou: "É tão bonita!"

Sorri-lhe... e sem palavras adequadas, ou qualquer coisa que lhe valesse... respondi-lhe apenas: "sempre achei, as minhas mãos feias..." - Repreendeu-me e eu aceitei...pois que, se não são bonitas pelo que são, que sejam então bonitas, pelo que fazem! 


4 comentários:

concha disse...

Amiga Filha de Maria
Hoje pus a escrita em dia...rsrs.E gostei de tudo o que li, mesmo muito.Percebe-se que és uma mulher sensível,atenta ao pormenor e profundamente crente.Passado todos temos, a diferença está em o integrarmos na nossa vida,porque faz parte de nós, ou vivermos agarrados ao que se passou deixando de viver o presente.Vejo que te libertas de um passado que marcou e marca sempre seja ele qual for e isso é bom.És uma lutadora e quem é assim,muda a sua vida e a dos que a rodeiam.Muito bom poder ler-te.O Universo está em constante movimento e nós que fazemos parte dele somos chamados a acompanhá-lo nessa dinâmica d e nos desisnstalarmos, mesmo se nem sempre é fácil.
Abraço na Paz de Cristo

Filha de Maria disse...

Amiga Concha;

:) Obrigada... pois que seja tudo, para maior Glória de N. Senhor Jesus Cristo.

Beijinho fraterno

Ailime disse...

Filha de Maria boa tarde,
Ao ler este seu belo testemunho lembrei-me de um cântico que diz "como são belas as mãos que anunciam a paz..."
Que Deus continue a iluminá-la.
Beijinho fraterno.
Ailime

Filha de Maria disse...

Ailime;

Obrigada :)