sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Esoterismo - A voz de quem luta diariamente contra os seus malefícios. (Parte VIII)

Continuação


Já todos sabemos que ao longo da história da Igreja, tem havido manifestações misticas/ carismas em algumas almas abençoadas pela Graça de Deus. Recorde-se que é sempre para a edificação da Igreja, é o infinito Amor de Deus, que se revela aos homens incessantemente e escolhe para isso, algumas almas. 

Como se distingue o que vem dos carismas ou do demónio?

CARISMAS 

- Realiza-se em espírito de oração e sem magia, sem poderes, nem fluidos alguns.

- O carisma, é a manifestação do E. Santo, para bem da assembleia.

- O crente, é livre de aceitar estar ao serviço dos irmãos, e, não garante que o Espírito Santo, continue a servir-se sempre dele.

- O carisma é imprevisível " O vento sopra, onde quer..."

- Fica sempre sujeito ao discernimento do responsável da Igreja.

- Deve humildemente colocar os seus carismas, ao serviço dos irmãos.

- Êxtase - União de amor com Jesus Cristo de tal forma intensa, que quando isso se verifica, parece que tudo se suspende. Não é o particular que trabalha, mas a Graça de Deus!


PODER

- Aprofunda-se e mantém-se, em práticas que o exercitam. 

- Há a ideia de se sentir "dono" desse poder.  

Um dos Padres Exorcista presente, acrescentava que algumas pessoas que lhe apareciam a pedir ajuda, diziam ter um dom para ajudar os outros. Depois de alguns momentos de diálogo, este ordenava-lhes que deixassem de o exercitar (supostamente ajudar os outros) e pedia-lhes que voltassem algum tempo depois. 

O resultado?
Não abriam mão desse "poder" e nunca mais apareciam! Onde está então a humildade, a obediência à igreja? Isto não vem de Deus, mas sim do pai da mentira.




Continua

1 comentário:

Dulce disse...

Amiga tens um selinho no meu blog. Beijinhos