terça-feira, 6 de março de 2012

Ofereço...



... a N. Senhor, esta saudade antiga...

A impotência sobre a perda é tão grande... um ser tão frágil, quanto infantil... diante de tamanha perda... volvidas décadas ainda as lágrimas se assomam à luz do dia!

Porque ainda dói? Porque há a saudade, e se há saudade é porque houve amor, carinho, afecto!

Não se mantenham em divisão as familias, jamais saberão o dia da partida de cada um. Jamais saberão, se terão a oportunidade de dizer, o quanto amam o outro, o quão o outro é importante na  sua vida!

Bolas! A vida é tão simples, porque as pessoas teimam em complicá-la?

Sem comentários: