sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Tenho um coração de Pedra... (Parte II)




... que é como quem diz, tenho um coração ferido demais... e a dada altura fechei-o!

Este singelo blog, não é um cantinho para desfiar amarguras da vida, nem um "muro de lamentações"... apenas tenho vindo a partilhar o meu ciclo de vida em Cristo. E viver em Cristo, não nos torna imunes, á dor, ao sofrimento, às humilhações... apenas e tão sómente nos fortalece e nos ensina a superar! Parece pouco, mas não é, acreditem!

Sofri, com as mulheres "santas" da igreja. Ainda há quem se julgue superior na igreja.
Sofri, com quem faz "carreirismo" na igreja. Ainda há, quem não entenda o que é o serviço na igreja.
Sofri e sofro com quem me chama "beata"...
Sofri e hei-de sofrer muito mais com todas estas e outras coisas... porque a fé não me dá imunidade, apenas me fortalece para superar e perdoar!

Tenho plena consciência, que fechei o meu coração a dada altura... levantei a cabeça sem sorrir e endureci também o meu rosto... nada de sorrisos, para que não tenham a confiaça necessária de se chegarem a mim e me magoarem... chama-se a isto, criar distância!

Esta sou eu, "Filha de Maria", que para o ser verdadeiramente tenho muito a aprender, a mudar... mas só o conseguirei fazer, com a força da Comunidade, em Igreja a bem dizer. Assim sendo, já se viu que em nada a Igreja tem culpa... apenas e tão sómente esta vivência em comunidade não é fácil... então, quem é que tem de mudar? 

Quem tem de mudar, sou eu! Sou eu, que por amor a Cristo não posso desistir de amar o próximo, de o perdoar gratuitamente... tenho de tomar diáriamente as "vitaminas" que me fortalecem...

Quão pequenina e frágil sou! Sou isto!   

10 comentários:

Ailime disse...

Amiga Filha de Maria,
Não é fácil viver em comunidade. Em todas existem pessoas assim a apontar e grandes problemas do género. Não reparam que quando apontam com um dedo os outros quatro ficam virados para si mesmas.
Quem dá a vida e se despoja por amor a Cristo sofre.
Considero que este sofrimento é Redentor.
Por isso continue em frente e que o Senhor Crucificado que tanto nos ama continue a fortalecê-la, aceitando a Sua Vontade.
Um grande beijinho fraterno.
Ailime

Dulce Gomes disse...

Este desabafo (penso que poderei chamar-lhe assim) é duma sinceridade que - quase - a consigo palpar com o meu coração. Tocou-me profundamente a forma como abriste o teu coração e é através dessa grande brecha que passou, passa e passará a Luz de Jesus para te libertar das mágoas e curar das feridas. Jesus, é esse amigo "louco" que nos sabe levar a amar loucamente até aqueles que nos magoam, através da tolerância, porque para podermos tolerar temos que nos esforçar para entender o porquê das atitudes que nos ferem. Mas depois, ainda que na nossa parca sabedoria não consigamos entender, Jesus enche-nos de amor ao próximo e de compaixão e em vez dum olhar fechado que nos fecha o coração, sai uma oração em prol dessa pessoa e começa a erguer-se por dentro os primeiros passos do perdão que vai sarando e libertando tudo.
E por fim, aquela alegria imensa e indescritível que só Jesus nos pode dar, por estarmos em paz apesar de tudo o que nos fez doer.
Obrigada Filha de Maria (és uma boa filha) porque a tua pequenez é enorme:))
Abraço-te em Cristo e Maria

malu disse...

Filha de Maria, Jesus avisou que nos enviaria para o meio dos lobos e assim não é à toa que nos aconselha a sermos prudentes como as serpentes e mansos como a pomba..
Isto evitará o endurecimento de coração porque aprendemos a agradar-Lhe, primeiro a Ele do que a outros.
Aprendemos muito e sem dúvida com os outros, mas Maria é quem melhor nos guia ensinando-nos a guardar tudo no coração e a ficarmos sempre perto do Senhor, do Seu amor, deste Amor único que nos consola e nos abre novos e diferentes sorrisos. Autenticos e luminosos - reflexos da Sua Paz e Luz.

Bjs em Cristo e Maria.

Concha disse...

Amiga!Gostei da abertura que colocaste em cada palavra.Sofremos todos uns com os outros,mas os mais sensiveis muito mais.Ergue a cabeça e segue em frente, mesmo se olhando à volta só vês mesquinhez.Nunca nos podemos esquecer que temos o Espírito Santo connosco e isso é razão suficiente para ultrapassar tudo.Cada pessoa traz consigo uma infinidade de situações mal resolvidas e se em algumas dificilmente se notam, há as que exteriorizam da pior forma.Por isso confia, confia,confia...sempre em Deus que te protege.
Abraço na Paz de Cristo

Filha de Maria disse...

Ailime;

A sua gentileza e palavras de encorajamento, são sempre muito uteis.

Um grande beijinho fraterno para si também.

Filha de Maria disse...

Dulce;

Sim, minha amiga é um desabafo, uma partilha. Sem dúvida, que JESUS é Aquele amigo que deu a vida por nós, mesmo sabendo de toda a nossa fragilidade... assim sendo, humanamente falando, sim... é um louco por cada um de nós... um louco por amor!

Obrigada, amiga Dulce.

Filha de Maria disse...

Amiga Malu;

Entendo-te... mas não fui muito explicita, nem poderei sê-lo... mas aqui... creio que nada tem a ver com prudência, mas antes confiar em quem tem o papel de "confiança" e a dada altura, puxarem-nos o tapete. Se na hora do aperto, não corrermos para quem nos deve levar mais a Jesus... corremos no sentido errado... mas se por outro lado... se assim o fazemos e... se nem sequer se dão ao trabalho de nos ouvir... então há algo errado... muito por sinal!

Sente-se a confusão, a desordem e se não nos agarramos a JESUS, á sua Palavra... corremos o risco de desistir, de nos revoltar...

É dificil minha boa amiga!

Filha de Maria disse...

Amiga Concha;

Creio que tens razão, a história de cada um, é demonstrada pelas suas fragilidades... por ai, conseguimos perceber as suas dores ainda vivas, que os fazem sofrer e que nos magoam a nós!

Beijinho fraterno

malu disse...

Filha de Maria,

foste explícita e eu é que talvez tenha falhado o meu comentário. Por um acaso, ontem, nessas voltas meio à deriva pela net, dei com um artigo muito a propósito falando de uma situação mais ou menos idêntica ou que pode servir de exemplo. Tratava-se de um grupo de oração que quase se ia desfazendo e já com tempo. Acontecia que começaram a falar uns dos outros e até mais dos coordenadores. Ora quem reza e está ali para isso, deve fazê-lo principalmente nestas situações, e assim, sensatamente, assim foi. Entenderam então depois que deveriam parar por um pouco e reunirem-se em retiro e noutro lugar com outro Orientador. Aí entenderam que o ambiente estava 'envenenado' pelo "infiltrado" - aquele que quer destruir o que é bom. E dali não sairam sem antes prometerem que passariam a falar uns com os outros sempre que sentissem o amargo do tal a inquiná-los contra algum deles. Resultou bem e a união do grupo foi reforçada e vai melhor.
Deus é Grande. A nossa carne é fraca mas o espírito é mais forte.

Bjs em Cristo e Maria.

Filha de Maria disse...

Malu...

minha boa madrinha deste blog e amiga;

Também já passei por um grupo de oração, com problemas vários... mais ou menos, o que tu relatas.

Na altura rezei, rezei, rezei... e recordo que ao abrir a Sagrada Escritura, a palavra que me foi dada: Ez 12, 1-6. Não quis perceber a Palavra... mas algum tempo depois, abandonei o Grupo sem dizer uma só palavra, e algum tempo depois, viria a ser chamada para uma outra Paróquia, por "alguém credivel."

Oxalá, um dia entendam o seu erro e se coloquem em marcha para Deus!

Beijinho fraterno.