domingo, 4 de novembro de 2012

O Padre que me casou, casou...


ou há-de casar, assim que tiver autorização, para tal.

Sai da reunião de pais, em ameno diálogo sobre fé e razões de fé, com outras mães que têm vindo a crescer na fé. Descobrimos, que quem nos tinha casado, era o mesmo Sacerdote e ela adiantou..."sabe, ele já não é padre, juntou-se com uma moça."

Confesso que fui apanhada de surpresa, e regressei a casa a pensar neste caso... um homem coerente, capaz de mover massas, já não é padre... e nesta viagem de pensamentos, ficou-me cá dentro:  - Homem, coerente!

Na realidade, sim é um homem coerente, assumiu o que sentia e vive na verdade. Há muito que não o vejo, mas gostava apenas de lhe dizer: Parabéns e seja muito feliz! E ainda assim, seja santo na vocação matrimonial.


----------
Adenda (06/11/12)

Temos que rezar mais, por santas vocações Sacerdotais!

6 comentários:

Ailime disse...

Amiga Filha de Maria boa tare,
Sobre este assunto que foca neste seu artigo, na minha modesta opinião também acho que esse sacerdote é uma pessoa coerente!
Deus traça os nossos caminhos e é na Verdade que devemos caminhar. Um beijinho e bom domingo.Ailime

Ailime disse...

Amiga Filha de Maria boa tare,
Sobre este assunto que foca neste seu artigo, na minha modesta opinião também acho que esse sacerdote é uma pessoa coerente!
Deus traça os nossos caminhos e é na Verdade que devemos caminhar. Um beijinho e bom domingo.Ailime

teresa disse...

concordo contigo amiga , foi coerente e corajoso para assumir que queria outro caminho outra vocação ,. assumiu a verdade preferiu retirar-se a viver no pecado ,,

beijinho amiga ,saudades tuas ...

IsaMaria disse...

Olá

Fica de fato estranho quando de repente se sabe uma notícia dessas. Mas ele foi verdadeiro consigo e com os outros quando se assumiu. As verdades interiores, a nós que somos humanos,não nos cabe sabe-las.

Um bom resto de dia

isabel
www.tretasnofeminino.blogspot.com

Filha de Maria disse...

Ailime e Teresita;

Alem da escolha pela verdade, sim... creio que foi um acto corajoso.

Beijinhos fraternos minhas lindas.

Filha de Maria disse...

Isa;

Não sei bem porquê, mas não senti estranheza, alguma surpresa, talvez... até porque há 2 anos, estive numa formação com ele.

Creio que não terá sido uma luta interior pacifica, pelo que conheço dele... mas espero sinceramente, que seja um homem muito feliz. Se o encontrar, é isso mesmo que lhe direi :)

Boa semana para si também.